07-01-19

O famigerado fundo do poço

O ano era 2018 (sim, ano passado mesmo), e exatamente nesse querido, em um certo aspecto da minha vida, eu cheguei ao fundo do poço.  E, olha só: quando você está no fundo do poço a única opção que você tem é sair dele, já que não existe outra coisa que você possa fazer.

Eu acho que vou exemplificar: eu achava meu trabalho meio pombo (se não entendeu a expressão, vide esse vídeo), eu meio que queria sair de lá, e uma pessoa que estava acima de mim, aparentemente não gostava de mim. Porém, eu estava acomodada. Era um emprego que eu estava por anos a fio (as vezes, eu até tinha certa vergonha de falar que continuava lá), porém tudo estava, relativamente na medida do possível, ok.
Até que um dia, eu fui demitida.

Eu encarei da pior forma possível. Quando eu digo pior, é pior mesmo. Eu achei que nunca mais fosse conseguir achar outro emprego, que eu não seria boa o suficiente (oi, síndrome do impostor). Porém, eu estava no fundo do poço, e quando você está nesse lugar, a sua única alternativa é sair de lá. Ou seja, o que essa senhorita foi fazer? Isso mesmo, o que eu almejava a tanto tempo: encontrar outro emprego.

Spoiler: deu certo.

Aquilo foi o meu fundo do poço, olhando agora, confesso que eu tive uma certa reação exagerada (lê-se: eu me esgoelei de chorar, true real), mas eu acredito que a gente age de acordo com o conhecimento que tem. Aquilo era o que eu tinha.

Então, tenha força. Talvez, antes de chegar lá no estado deprimente, você possa ser forte para sair da sua zona de conforto e mudar (ps: dói também). Caso você chegue no fundo do poço (e isso não significa que você não foi forte o suficiente)

  1. Calma. DÉBORA CALMA COMO EU VOU TER CALMA DEMÔNIA??????
    Eu sei, não vai ter calma mesmo, mas talvez, seu problema esteja parecendo grande demais na sua lente. Sim, eu sei. É um problema e é grande. Mas, dê um passo para trás.
  2. Pense nas outras vezes que tudo estava um caos. Você superou, certo?
  3. IMPORTANTE: É mais fácil subir se alguém te joga uma corda, uma escada, ou te der a mão. Procure ajuda de pessoas que você confia, e não tenha medo de procurar um psicologo. O número do Centro de Valorização da Vida é 188.

“O que você sente agora, uma hora irá passar. A felicidade e a tristeza. Aceite as mudanças e aproveite a jornada”.

deixa um pouquinho de você comigo 💕
  1. em 07/01/2019

    Meu seu 2018 foi bem parecido com o meu fui demitida e fiquei no fundo do poço na realidade eu ainda to e sofrendo pra sair mas com fé e esforço creio que esse ano sera bem melhor.

  2. em 10/01/2019

    Quando eu entrei em depressão, muitos anos atras, foi por causa disso. Perdi o emprego logo que começou a crise financeira aqui no Brasil e nenhuma empresa estava contratando, passei por várias entrevistas e o que eu ouvia era “seu CV é bom demais pra vaga”. Isso foi me deixando desesperada e claro que não consegui controlar isso. Entrei em depressão e cheguei ao fundo do poço.
    Sair não foi tão fácil mas consegui sair pq como vc falou: quando chegamos ao fundo a unica coisa que nos resta é sair de lá!.

  3. em 10/01/2019

    Também sinto que cheguei ao fundo do poço em 2018. Fiquei louca com o meu TCC, tive diversas crises emocionais, enfrentei diversos problemas na vida pessoal… Mas enfim né, muito se aprende em situações assim. Que 2019 seja um ano melhor para nós!

  4. em 10/01/2019

    Esse texto se encaixou muito comigo! Acabei de sair da minha zona de conforto e pedi demissão! E estou mesmo com a síndrome do impostor, com medo de não conseguir um emprego como eu quero., mas sei que tenho que ter foco pra correr atrás e alcançar!

  5. em 10/01/2019

    Quando em situação ruim, na maioria das vezes o negativismo toma conta e uma situação acaba sugando toda sua energia e esperança de algo melhor, infelizmente não é todo mundo que consegue “sair do poço”, mas fico feliz que você conseguiu e achei de suma importância você ter citado o CVC e o psicologo, afinal a saúde mental é tão importante quanto a saúde física.

    http://blink-moments.blogspot.com.br/

  6. em 11/01/2019

    2018 foi um ano complicadíssimo, cheio de altos e baixos, momentos ruins que pareciam que iriam durar uma eternidade, mas esse ano tem tudo para dar certo, e prometi a mim mesma que esse ano será melhor, não importa o que aconteça, eu farei tudo por mim!

  7. em 11/01/2019

    Ao mesmo tempo que teu texto foi verdadeiro e pessoal, também foi bastante motivador. Sair da zona de conforto sempre dói, mas ao mesmo tempo tudo o que vem depois é gratificante, inúmeras opotunidades aparece e conseguimos abrir espaço pra mudar aquilo que não estamos satisfeitos. Importante, sempre importante. Parabéns pelo texto!

  8. em 11/01/2019

    Eu também tenho essa tendência de me autosabotar com pensamentos do tipo “não vou conseguir outro emprego”, “começar outra coisa é sempre difícil”, mas sabe a gente sempre tá errada. A única pessoa que pode nos parar somos nós mesmas. Entendo que sair da zona de conforto pode ser muito assustador mas a gente nunca vai saber como é se não tentarmos. Fico feliz que esse período tenha passado e obrigada por compartilhar esse desabafo conosco. Sucesso pra você!

  9. em 11/01/2019

    Acho que todo mundo tem seus momentos no fundo do poço, e acho que são esses momentos que nos fazem crescer, pq enquando a gente não decide sair de lá, nada muda pra gente. Fico feliz de saber que de um jeito ou de outro vc conseguiu sair do que não te deixava feliz.

  10. em 11/01/2019

    Oi, Débora. Seu texto me deixou emocionada porque lembrou de quando eu mesma estive no fundo do poço. E só quem esteve lá sabe como é ter que se reinventar e correr atrás pra não sucumbir na tristeza. Fico feliz que você tenha encontrado um emprego no final. Isso serve de motivação pra muita gente 🙂

    bjs
    Gih

  11. em 13/01/2019

    São momentos assim que nos fazem perceber como podemos ser mais fortes do que imaginávamos… Primeiro, achamos que somos nada, que somos fracas; aí passa o tempo, a dor ameniza e a gente sai do poço com toda a força.
    Este tipo de post é importante, pois atualmente há muitas pessoas deprimidas que precisam saber que outros já estiveram lá e conseguiram sair.
    Bjinhos.

    http://www.paulamusique.com

  12. em 13/01/2019

    Oi! Tudo bom?

    Felizmente (para mim), 2018 não foi um ano de fundo de poço. Mas eu estou bem familiarizada com tal cenário e sei como pode ser difícil para para respirar e começar a escalada. Quando a gente finalmente consegue sair, percebe que a queda nem tinha sido tãooo grande assim… Mas fazer o quê se a claustrofobia torna tudo pior?

    Abraços,
    Gislaine | Literalize-se

  13. em 13/01/2019

    Oi Débora, tudo bem? Que relato mais inspirador. Chegar ao fundo do poço deve ser algo bem complicado ainda mais quando as pessoas nos pedem para ter calma. Quase semelhante quando terminamos um relacionamento, estamos sofrendo, e todos à nossa volta dizem que logo encontraremos outra pessoa. As vezes penso que as pessoas não passaram por essa situação ou não sentem empatia, ou ainda sabem que a dor por mais que demore sempre sara. Esse é o melhor lado da história, tudo passa, tudo sara, e nos tornamos seres humanos mais fortes. Beijos, Érika =)

    PS: Obrigada pela dica da newsletter, criei hoje então se quiser se inscrever ficarei muito feliz.

  14. em 14/01/2019

    Eu me sinto no poço, sendo segurado por um fio extremamente fino que pode não aguentar a qualquer momento, é tipo uma tristeza de se sentir só, mas ter que aguentar para não cair de vez sabe? Eu fico feliz que você conseguiu passar por isso, e está bem agora, te desejo mta felicidade e tudo de bom!

  15. em 14/01/2019

    Meu coração ficou apertado no início do post porque eu queria, de verdade, que NINGUÉM chegasse ao fundo do poço… Mas aí ver que você conseguiu superar, que conseguiu um novo emprego e que era isso que queria desde antes, nossa, foi um quentinho no coração. Hoje pode parecer que foi uma reação exagerada, mas na época era a reação que você conseguiu ter, e tá tudo bem (mesmo que não estivesse nada bem). Que esse fundo e você não se reencontrem jamais!

  16. em 15/01/2019

    Ahhhh que lindo isso! Fico muito feliz quando as pessoas notam seus problemas, refletem, entendem que eles existem, falam sobre isso e tentam lutar para sair disso <3 esse texto caiu como uma luva, pois tenho um amigo passando por algo assim, e eu vou mandar para ele agora mesmo! Obrigada!