14-01-18

2017 e as águas que bebi

2017… Que ano. Queria ilustrar esse ano, com uma coisa que aconteceu.

Sabe quando você adquiri certos complexos, e eles estão a tanto tempo com você, que você e esse problema parecem um só? Isso vai parecer estranho, porém: sertanejo me lembrava a uma certa coisa ruim que me aconteceu lá pelos meus 12/13 anos.

Desde essa idade, eu tomei um ranço absurdo de sertanejo. Estava tocando na rádio? Muda de estação rápido! Quando a gente era mais desfavorecida, e não tinha dinheiro para pagar a conta premium, e aparecia no anúncio do spotify? Abaixa todo esse volume!!!

Eu sei que por anos a fio, evitei a todo custo sertanejo, porque eu não conseguia não ligar sertanejo com aquela coisinha ruim que me aconteceu na minha pré-adolescência. E eu cantava aos quatro ventos que jamais ouviria sertanejo. Que era o pior ritmo musical etc etc etc.

E, veja só o que esse 2017 me fez: uma colega de trabalho (que acabou virando uma das melhores pessoas da vida) ia comemorar o em uma balada sertaneja aqui de São Paulo. Ela insistiu, insistiu e insistiu e, eu fui. E, eu me diverti. Claro que eu não confessava isso, por nada desse mundo, porque a gente tem que manter a pose. Tempos depois, surgiu um show da Maiara e Maraísa, e novamente: eu fui. E eu me diverti. Acabei indo nessa balada sertaneja mais vezes do que eu esperava, e me divertindo (muito) em todas as vezes.

Se eu pudesse resumir isso em meme seria:

2017 e o meme: nunca diga desta água não bebereis pq vai que, além de bebereis, ainda se afogareis nessa água

Toda essa história, só para dizer que você não precisa levar as coisas ruins para sempre. Que a qualquer momento, você pode fazer diferente, e que o passado, é imutável. Mas, o presente está ai, e você pode aproveitar da melhor maneira possível sim.

 

 

Então, vem cá e que tal nesse tal de 2018, repensar sobre coisas que você carrega junto de você? O que aflige esse seu coração, que você pode deixar para trás?

Ademais é: 2017, você em algumas vezes foi uma ?, mas também valeu. Valeu mesmo (#gratidão, né gentem?).

deixa um pouquinho de você comigo 💕
  1. em 18/01/2018

    Nossa, adorei a sua história! hahaha Confesso que sou louca por sertanejo e comecei a ler seu post bem triste kkkk Mas a verdade é que o importante é a gente se divertir e ser feliz. Esse meme foi otimo e muito bem utilizado haha

  2. em 18/01/2018

    EU SOU A MESTRA DE BEBER DA ÁGUA QUE EU DISSE QUE NÃO BEBEREIS KKKKK Me identifiquei super no seu post. Também tenho alguns travamentos porque lembro de coisas que aconteceram, mas bola pra frente! 2018 é o ano da mudança! Feliz 2018 pra ti.

  3. em 19/01/2018

    Ah que legal que tu deixou esse ranço do sertanejo pra trás, foi ótimo pra você não ficar mais associando com algo de ruim que aconteceu.
    Espero que em 2018 você se desprenda de mais complexos.

    Beijos

  4. em 19/01/2018

    Se tem uma coisa que eu aprendi nessa vida: é não julgar e nunca dizer nunca, porque é bem isso que você descreveu, a gente fala que da água não vai beber e acaba se afogando hahaha

  5. em 19/01/2018

    Sou do seu mesmo pensamento morria dizendo que não suportava sertanejo, dai uma prima me apresentou Simone e Simara, depois Marilia Mendonça dai ja era, rsrs
    Mas confesso que quando estou meia triste não da pra ouvir não pq vc fica pior kkkkkk

  6. em 19/01/2018

    Acredito que nunca é tarde para mudar de opinião. Por exemplo ao longo da vida vamos mudando e com isso nos coisas que eram incríveis já não são tão especiais e outras que eram insuportáveis então entre as queridinhas. Então sei lá acho que temos que aprender a reconhecer quando algo nos faz bem e ser feliz.

  7. em 20/01/2018

    Eu já tive bloqueios assim por não gostar de uma coisa e depois ser surpreendida.
    Você disse uma coisa mega interessante sobre não carregar pra sempre memorias e situações ruins.
    Beijinhos ♡

  8. em 23/01/2018

    Comigo foi quase a mesma coisa kkkkk também odiava sertanejo com todas as forças, sempre fugia quando tocavam e agora eu sou a primeira a gritar “VAI SAFADÃO!!!”

  9. em 24/01/2018

    Vamos lá, posso me dizer que me vi no seu texto não por ter acontecido algo que me fez não gostar de sertanejo. Mais simplesmente por não gostar, achar musica sem graça logico na época era uma roqueira doida que só vestia preto e só ouvia rock não existia outro tipo de musica na minha vida. Mas casei…. e ai marido gostava de sertanejo e de repente em um churrasco em casa ele coloca musicas de JORGE E MATEUS para tocar, pra quê??? Foi amor a primeiro som HAHAHAHAHAHAHAH eu amei real, mas não falei para ninguém e só ouvia escondido. Até que J&M apareceu em um programa de televisão ai não teve como me apaixonei mais…. E para resumir hoje sou a Fã e tenho amor condicional pela a dupla mais linda desse mundo. E além do sertanejo abri meus horizontes para outros estilos e hoje eu ouço tudo falou em música eu estou cantando, me tornei viciada em música e apaixonada por J&M <3

    Ufaa! Essa foi minha historia dessa água na bebi apenas, mais me afoguei também HAHAHAHAHAHAHAH

    Beijos de luz, Carina Oliveira.

  10. em 24/01/2018

    Me relacionei muito com a história, não que eu tenha um ranço com sertanejo mas eu também sou dessas que digo uma coisa e depois fico batendo o pé naquilo, também não admitiria para ninguém que estava me divertindo na festa, hahahah
    Mas vamos aproveitar e levar só o melhor pra 2018 <3
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

  11. em 24/01/2018

    O meu “dessa água não bebereis” foi o funk, que eu não conseguia gostar de jeito nenhum mas esse ano comecei a ouvir e gostar de alguns. E como já dizia Justin Bieber, nunca diga nunca, não é mesmo?!

    Agenda Aleatória

  12. em 25/01/2018

    Desculpa mas eu ri, pois esse meme definiu muito seu 2017 (mas ri com respeito,ta?)
    Sei muito bem o que passou, pois as vezes eu me privava de algo que eu gostava por conta de me lembrar de um passado não tão legal, mas com o tempo a gente esquece e volta a curtir, bom eu só não curto sertanejo mesmo, dessa agua eu não bebereis hahahaha

  13. em 25/01/2018

    Oi Débora, tudo bem? Acredito que somos seres em constante mudança. Sempre buscando ser melhor, buscando evoluir, mesmo que algumas dessas mudanças aconteçam de forma inesperada como foi com você. As vezes condicionamos momentos de nossas vidas e decidimos que aquilo não vai mais acontecer, ou então nos traumatiza pra sempre. O bom é que pra tudo sempre há um remédio, mesmo que seja o tempo para curar nossas ferias. Ah, e sertanejo é muito bom hein… sou fã de Luan Santana e Gusttavo Lima haha Beijos, Érika =^.^=

  14. em 26/01/2018

    kkkkk adorei seu desabafo. O nome dessa mudança se chama “evolução humana” a gente cresce, amadure e tudo se transforma.. quantas coisas eu disse “nunca” e acabei me afogando em um oceano? Inumeras..
    Beijos e sucesso..